Como identificar uma cadeira ergonômica?

Como identificar uma cadeira ergonômica?

Sabemos que permanecer sentado por muito tempo causa lesões na estrutura da coluna, o que dá origem as dores e problemas nas costas. Seja no ambiente de escritório, no consultório ou na fábrica realizando todo o trabalho em máquinas, a cadeira ergonômica é importante para manter a saúde e a boa postura.

É comum que muitos de nós realizemos o trabalho sentados o dia inteiro. Apesar do menor esforço físico exigido do que se estivéssemos de pé ou caminhando, a posição sentada pode acarretar problemas na região lombar e, consequentemente, riscos para a saúde. A escolha de uma cadeira adequada, que siga as normas da ergonomia para cada tipo de serviço, é uma decisão crítica que deve ser levada em conta se quisermos manter um bom ritmo de trabalho.

Como identificar uma cadeira ergonômica?

A cadeira ergonômica permite que estejamos confortavelmente sentados e em uma posição de equilíbrio, ajudando a manter a boa postura.  Por esta razão, existem normas regulamentadas que devem ser aplicadas na fabricação deste tipo de assento.

É importante verificar se a cadeira ergonômica apresenta as seguintes características:

  • Altura e estrutura do assento: o assento deve ser liso, levemente inclinado para trás e facilmente ajustável, para que a altura atenda perfeitamente ao utilizador da cadeira;
  • Largura e profundidade do assento: uma cadeira ergonômica deve ter profundidade e largura suficientes para suportar o utilizador com todo o conforto possível;
  • Suporte lombar: é importante que o encosto ou suporte permita o encaixe das costas com proteção da coluna, exigindo menos esforço da serviçal para manter-se em boa postura;
  • Apoio de trás: o apoio traseiro (encosto da cadeira) deve ser ajustável, tanto para frente quanto para trás;
  • Material do assento: o material do assento e do encosto deve ser acolchoado para manter o conforto mesmo em períodos extensos de trabalho;
  • Apoio dos braços: quando a cadeira ergonômica possuir apoio para os braços, estes também devem ser ajustáveis;
  • Rodízios: a cadeira ergonômica deve rodar facilmente, sem esforços, não importando o tipo de piso;
  • Estabilidade: ambientes de trabalho precisam de cadeiras ergonômicas de boa estabilidade, para suportar o dia a dia do ambiente laboral. Para isto, uma base contendo cinco pontos (ou cinco estrelas) é recomendável;
  • Selos e certificados de qualidade: um produto que segue as normas de ergonomia ABNT, geralmente traz na embalagem um selo de conformidade.

 

 

 

Vale a pena lembrar

  • É preciso saber que a mesma cadeira não serve para atender a todos de maneira eficaz. As dimensões dos corpos são diferentes, por isso é preciso ajustar corretamente o assento, o encosto e a altura para não assentar uma parte do corpo e distender a outra.
  • Da mesma maneira, para cada tipo de atividade existe um tipo de cadeira ergonômica. Um trabalhador industrial precisa de uma cadeira diferente daquela utilizada por um funcionário do escritório e assim por diante.
  • Cadeiras ergonômicas são flexíveis, saudáveis e permitem que qualquer trabalhador desempenhe suas funções sem ficar extremamente cansado ou estressado por conta de dores lombares. O investimento em um mobiliário equilibrado, que siga as normas de ergonomia se reverte em uma quantidade menor de dias de licença e afastamento médico por parte dos funcionários, e uma melhora considerável na produtividade da empresa como um todo.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *